• AGES

Associação Gaúcha de Escritores Anuncia Os Vencedores do Prêmio AGES - Livro do Ano 2020

O livro mais votado pelos associados da AGES foi “Contos Soturnos”, de Milene Barazzetti, vencedor também da categoria Juvenil.


Foto: Luís Ventura

A Associação Gaúcha de Escritores anunciou os vencedores da 18ª edição do Prêmio AGES – Livro do Ano no dia 30 de novembro de 2020.. O livro mais votado pelos associados da AGES foi “Contos Soturnos”, de Milene Barazzetti, vencedor também da categoria Juvenil.

Os escritores premiados receberão um troféu criado pela artista plástica Lília Manfrói. Nas oito categorias concorrente ao Prêmio AGES, os escritores associados à entidade escolheram, em votação encerrada no dia 20 de novembro, os seguintes livros e autores como vencedores do Livro do Ano 2019. Neste ano, a novidade ficou por conta do Selo Finalista Prêmio AGES e Selo Vencedor Prêmio AGES que os autores receberão.


Os vencedores são:


Categoria infantil: A caixa de Pâmela, Ângela Hofmann, Ed, Hortélias

Categoria especial: Cem poemas de Cem poetas – a mais querida antologia poética do Japão, Andrei Cunha, Editora Bestiário/Class.

Não-ficção: Rua da margem – histórias de Porto Alegre, Paulo César Teixeira, Libretos Editora;

Narrativa curta: Em nossa cidade amarelinha era sapata, Marina Monteiro, Ed. Patuá.

Narrativa longa: Rafael Guimaraens, O espião que aprendeu a ler, Editora Libretos.

Crônica: A porta do chapéu, Celso Gutfreind, Ed. Bestiário/Class.

Juvenil: Contos Soturnos, Milene Barazzetti, Ed, Alarte.

Poesia: Apenas por nós choramos, Anna Mariano, Penalux Editora.


Assista a LIVE da cerimônia clicando aqui:
PARTE 1 /// PARTE 2

A cerimônia aconteceu de forma on-line, no Instagram Oficial da AGES, devido as ações de contenção e segurança da Pandemia do COVID-19. Após um relato das principais atividades e campanhas promovidas pela AGES, mesmo num ano tão adverso, seguiram-se uma homenagem à escritora Marô Barbieri. Ela, que foi a oitava mulher a assumir o posto de patrona da Feira do Livro de Porto Alegre, a professora, contadora de histórias, mediadora de leitura e escritora Marô Barbieri, a quem convido, neste momento, para falar um pouco de sua trajetória na literatura gaúcha. Maria Dinorah, uma das precursoras na criação e divulgação da literatura infantil no Estado, além de ter sido a primeira mulher a ocupar o posto de patrono da Feira do Livro de Porto Alegre, em 1989. Além da diretoria atual da AGES, anunciaram os vencedores personalidades como: Marô Barbieri, Nóia Kern, Airton Ortiz e Adeli Sell.


Em decorrência da pandemia, a leitura das obras para seleção dos Finalistas, foi realizada através de uma sala virtual, onde todos os livros inscritos estavam disponíveis, em PDF, exclusivamente aos jurados. Após a escolha das obras Finalistas, os associados, então, receberam instruções para cadastramento no Portal, tendo assim, acesso aos livros Finalistas, para leitura e posterior votação.





SOBRE O PRÊMIO AGES – LIVRO DO ANO

Criado em 2003, o prêmio é uma escolha de escritores para escritores em que todo o livro publicado no ano anterior à edição do prêmio pode ser indicado. Após a indicação dos finalistas por um júri técnico, os sócios em dia com suas obrigações estatutárias escolhem os vencedores em cada uma das sete categorias: narrativa longa, narrativa curta, crônica, poesia, literatura juvenil, literatura infantil e não-ficção. O prêmio para o livro mais votado foi criado a partir da 13ª edição em 2015, quando a obra vencedora foi “Tomo conta do mundo”, de Diana Corso.

Nesta 18ª edição, mais de 155 obras foram inscritas para o Prêmio AGES - Livro do Ano 2020.

569 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

© 2019-2021  All Rights Reserved - Associação Gaúcha de Escritores - Porto Alegre, RS - Brasil | By Bittencourt Branding and Books