Quilombola de Mostardas lança livro na 67ª Feira do Livro de Porto Alegre



Ocorreu nesta quinta-feira (04/11) um fato emblemático durante a programação da 67ª Feira do Livro de Porto Alegre, que este ano retornou de forma híbrida por conta da pandemia da COVID-19. O mostardense Jorge Amaro de Souza Borges lançou o livro "Política da Pessoa com Deficiência no Brasil: percorrendo o labirinto" que já está em sua segunda edição. A obra resulta dos seus estudos no Programa de Pós-graduação em Políticas Públicas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), no qual tornou-se o primeiro a obter tal titulação na história da instituição.


Jorge Amaro nasceu na comunidade quilombola dos Teixeiras, teve uma infância muito pobre na Vila Norte e só concluiu o ensino fundamental, ganhando materiais escolares, roupas e calçados de doação. Grande parte de sua geração não estudou, ou está presa e alguns, lamentavelmente, mortos, como ele mesmo afirmou.

Para ele, o diferencial em sua vida foi a aposta e a escolha pela educação, além da resiliência para superar as adversidades da vida.


Ao lançar seu livro, que aborda um tema tão necessário como os direitos da pessoa com deficiência, afirma-se como um escritor que tem na sua essência, a busca por uma sociedade melhor. Com certeza, sua presença e sua obra são um diferencial nesta edição da Feira, pois nos remete a algo tão necessário nos dias de hoje, a esperança. Da mesma forma, no ano que comemoramos o cinquentenário da Semana da Consciência Negra, nos mostra o quanto homens e mulheres negras nos mostram sua potência intelectual.


Saiba mais sobre Jorge Amaro: Doutor em Políticas Públicas (UFRGS), Mestre em Educação (PUCRS), Biólogo (IPA), Especialista em Educação Ambiental (SENAC/RS), Especialista em Audiodescrição (UFJF), Especialista em Gestão Estratégica em Políticas Públicas (UNICAMP) e Técnico Agrícola (ETA). Quilombola de Mostardas (RS) e com título de cidadão Viamonense, tem experiência na área de Meio Ambiente, com ênfase em Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: educação ambiental, sustentabilidade, cidadania, inclusão social, educação inclusiva, acessibilidade e direitos das pessoas com deficiência. Milita nos movimentos ambientalista, pela inclusão das pessoas com deficiência e movimento negro. Atuou como Assessor Técnico do Departamento de Meio Ambiente em Viamão (1999); Diretor do Departamento de Limpeza Urbana de Viamão (2001); Instrutor de pessoas com deficiência intelectual na FADERS (2002-2004);Coordenador administrativo do processo do Plano Diretor Participativo de Viamão (2006); Sócio Fundador do Grupo Maricá (2004); Coordenador do Projeto de Gerenciamento Integrado de Resíduos Sólidos Urbanos, Meio Ambiente e Resgate Cultural em Mostardas/RS (2004/2005); Coordenador do Mini-curso de formação de agentes ambientais em Mostardas (2005); Membro e Articulador do Conselho Consultivo do Parque Nacional da Lagoa-do-Peixe (2005/2006); Articulador da Conferência Nacional do Meio Ambiente/RS (2005); Membro da Comissão Organizadora da II Conferência Infanto-Juvenil do Meio Ambiente/RS (2005); Coordenador do Projeto Sala Verde desenvolvido no Centro Abrigado Zona Norte/Porto Alegre/RS (2004); Coordenador do Projeto de Pesquisa de Mapeamento das Ações de Educação Ambiental no município de Viamão, com vistas a formação da Rede Municipal de EA (2005/2006); Fiscal Ambiental da Prefeitura Municipal de Alvorada/RS (2007/2008); Chefe de Gabinete da FADERS (2011-2012); Chefe da delegação do RS na III Conferência Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência (2012); Vice-presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência (2011-2013); Coordenador Geral do Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência (2013/2015); Secretário Executivo do Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência (2015); Secretário de Turismo (2017), de Coordenação e Planejamento (2017/2019) e de Meio Ambiente (2017/2020) em Mostardas/RS; Vereador em Mostardas (2021/2024) e; Professor e Pesquisador do Instituto APAE Brasil de Ensino e Pesquisa (2021). Vencedor dos Prêmios Direitos Humanos (2018), Espírito Público (2019), Zumbi dos Palmares (2019) e RAPS Inovação e Sustentabilidade (2020).

17 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo